Agência Brasil

Desde segunda julgamentos já estavam suspensos até 27 de março; prazo foi prorrogado
Divulgação/STJ
Desde segunda julgamentos já estavam suspensos até 27 de março; prazo foi prorrogado

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, decidiu cancelar todas as sessões presenciais do tribunal e suspender todos os prazos processuais até 17 de abril , como forma de reduzir a disseminação do Covid-19 (novo coronavírus). Desde segunda -feira (16), os julgamentos já estavam suspensos até 27 de mar ço.

Leia também: “Nós estamos em guerra”, diz Doria sobre crise do coronavírus

"Temos que nos proteger uns aos outros, e a forma mais indicada é colocando o maior número de pessoas em isolamento em suas casas”, justificou Noronha, conforme divulgado pelo portal do STJ .

Ficam mantidas, dessa maneira, somente as sessões virtuais de julgamento . Continuam a ser feitas também publicações oficiais de decisões monocráticas (individuais) e acórdãos de julgamentos já feitos.

A análise de pedidos de liminar será feita remotamente pelos 33 ministros do STJ, que deverão se reunir presencialmente com advogados ou procuradores, informou o tribunal.

Você viu?

O STJ disse ainda ter determinado o regime de teletrabalho para o máximo de servidores possíveis.

Quem precisar obter informações sobre processos somente será atendido pelo e-mail [email protected] .

O próprio Noronha encontra-se em isolamento voluntário após a confirmação de que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está contaminado com o coronavírus .

Os dois participaram de uma mesma reunião na segunda -feira (16), no Supremo Tribunal Federal (STF), em que estiveram presentes também o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que também se colocou em isolamento .

O Tribunal Superior do Trabalho ( TST ) também informou ontem (18) ter cancelado todas as sessões presenciais até 31 de mar ço, bem como ter interrompido a contagem de todos os prazos processuais até a mesma data.

Leia também: São Paulo proíbe que menores de idade e idosos visitem presídios

O STF e o Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) decidiram manter as sessões presenciais, embora em intervalos mais longos, uma a cada 15 dias. Ambas as cortes ampliaram o julgamento em sessão virtual para todas as classes processuais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários