Vítimas de violência sexual terão auxílio-aluguel em São Paulo
Elza Fiuza/Agência Brasil
Vítimas de violência sexual terão auxílio-aluguel em São Paulo

A Prefeitura de São Paulo poderá contribuir com auxílio-aluguel às mulheres vítimas de violência doméstica , de acordo com lei sancionada por Bruno Covas nesta quinta-feira (19), que deve ser regulamentada nos próximos 120 dias.

Veja mais:CCJ do Senado aprova texto que cria base de dados sobre violência contra mulhe

O benefício será concedido às mulheres atendidas por medidas protetivas e em situação de extrema vulnerabilidade, pelo período de 12 meses . O auxílio pode ser prorrogado apenas uma vez, pelo mesmo período, e somente mediante justificativa técnica.

A medida busca reduzir o número de feminicídios na capital, ao oferecer condições para que as vítimas possam encontrar um novo lar com segurança. Somente em 2019, a justiça deu andamento a mais de 120 mil casos de violência doméstica contra mulheres, incluindo feminicídio ou tentativa de feminicídio.

Leia também: PSOL aciona Eduardo no Conselho de Ética por declaração contra a China 

    Veja Também

      Mostrar mais