Motorista foi preso após acusação de estupro
Reprodução Record TV
Motorista foi preso após acusação de estupro


Um motorista do aplicativo de transporte Uber foi preso em flagramte sob supeita de ter estuprado uma jovem embrigada durante uma viagem solicitada por uma amiga. O crime aconteceu em São Bernardo do Campo, na madrugada de sábado (14). A Uber baniu o motorista após ter tido conhecimento das acusações.

A vítima informa que estava em um bar com suas amigas quando começou a passar mal e vomitar, após ingerir bebidas alcoólicas. Uma das amigas que acompanhava a jovem abusada solicitou um carro por aplicativo para levar a colega para casa. A moça que fez o pedido afirma ter conversado com o motorista e orientado que ele avisasse assim que deixasse a jovem em casa.

A vítima afirma não ter lembranças de ter entrado no carro e que estava desacordada durante todo o trajeto, até o momento em que acordou sentindo dores e viu o motorista sobre o seu corpo praticando o ato de abuso sexual . A jovem disse ao delegado responsável pela apuração que não conseguiu reagir e que desmaiou novamente após se dar conta de que era abusada.

Leia também: Homem é condenado a morte após assassinar 19 deficientes no Japão

Após algumas horas a jovem recobrou a consciência e notou que ainda era estuprada, foi neste momento que conseguiu fugir do carro. Ela conta que pediu ajuda a um funcionário de um prédio nas imediações, que prestou ajuda e a encaminhou para um hospital.

Você viu?

A colega que solicitou o veículo contou à polícia que por volta das 22h recebeu uma ligação da amiga informando que estava em um hospital após ter sido violentada. A vítima questiou a amiga sobre quem havia pedido o carro, pois ela não se lembrava.

O motorista declarou ao delegado que não estuprou a jovem e que o sexo foi consensual. Ele disse que a jovem pediu duas vezes que o carro parasse para que ela fosse ao banheiro, mas quando o motorista parava ela se recusava a descer, até o momento em que teria pedido que ele fosse para o banco de trás para que tivessem relações sexuais. 

Leia também:Líder de extrema direita, Marine Le Pen se coloca em auto-isolamento na França

O motorista alega que a jovem adormeceu após o sexo e acordou alguns minutos depois gritando que havia sido estuprada. Ele conta que estranhou o fato e, inclusive, aguardou a chegada dos polícia porque não fez nada de errado.

A vítima foi atendia no Hospital Universitário de São Bernardo, mas os exames de corpo de delito serão realizados no Hospital Pérola Byington, em São Paulo. 

Leia também: Líderes europeus debaterão efeitos do coronavírus nesta terça-feira

O veículo do acusado foi apreendido e encaminhado a perícia, que encontrou o sutiã da vítima. A saia usada pela passageira no momento do estupro também foi apreendida e encaminhada à perícia. O caso é investigado pelo 1° DP do município.

    Leia tudo sobre: aplicativo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários