Doria
Reprodução
Governador João Doria em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (16)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira (16) que haverá uma “redução sensível” na utilização do transporte público na capital paulista e na região metropolitana. Ele acredita que isso irá ocorrer devido às medidas tomadas pelo governo estadual para conter o coronavírus, entre elas a suspensão de aulas, solicitação de trabalhos remotos e adiamento de ventos.

Leia também: "Não há nenhuma razão para pânico em São Paulo", diz Doria

“Dada essa redução nós vamos analisar se ela é suficiente ou não para manter seguro os terminais de embarque e desembarque e a utilização do transporte coletivo”, explicou o governador em coletiva de imprensa sobre o coronavírus. Doria espera que isso evite a aglomeração no transporte público e possa diminuir o contágio por coronavírus, que já ultrapassa 230 casos no Brasil. 

“Se necessário, reavaliaremos essa posição”. O governador acredita que essas medidas de contenção ao coronavírus , que diminuem a quantidade de pessoas que saem de casa, serão suficientes para manter o transporte coletivo funcionando, sem pôr em risco a saúde pública de São Paulo

“Mas quero deixar claro que essa medida poderá ser revistas, se necessário for”, ressaltou Doria , deixando implícito a possibilidade de redução de frotas ou, até, a suspensão do transporte público. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários