Governador de São Paulo, João Doria
Reprodução/Twitter
Governador de São Paulo, João Doria

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) afirmou por meio do seu perfil no Twitter que pediu a punição dos manifestantes que protestaram na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) na última terça-feira (3). “Solicitei que identifiquem e punam os vândalos fantasiados de manifestantes que depredaram a Assembleia e agrediram policiais”, escreveu.

Leia também: Polícia usou bombas de gás com validade raspada em manifestação, acusa deputada

Doria afirmou ainda que a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o caso. “As imagens estão sendo submetidas ao sistema de reconhecimento facial da Polícia de SP. Democracia não se faz com vandalismo ”, disse o governador.

Na terça, manifestantes , em sua maioria servidores públicos,  entraram no prédio da Alesp durante protesto contra a proposta de reforma da Previdência estadual. Enquanto ocupavam os corredores da Assembleia, participantes do ato foram reprimidos pela Polícia Militar com spray de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo.

Mesmo em meio ao tumulto , o projeto foi aprovado.

No dia 20 de fevereiro  uma confusão já havia provocado o adiamento da votação da reforma da Previdência. Na ocasião anterior, porém, a briga foi entre deputados. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários