Governador João Doria anunciou em coletiva a verba de R$ 30  milhões ao programa de combate ao coronavírus em São Paulo
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
Governador João Doria anunciou em coletiva a verba de R$ 30 milhões ao programa de combate ao coronavírus em São Paulo


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comunicou nesta sexta-feira (28) que já aprovou a liberação de R$ 30 milhões à Secretaria Estadual de Saúde e à Secretaria Estadual de Comunicação para o programa de combate ao coronavírus no Estado. Atualmente, existem 66 casos suspeitos da doença em São Paulo e um caso confirmado. Toda a verba vem dos cofres do próprio Estado, sem qualquer aporte, de início, do governo federal.

Leia também: "Ministério da Saúde tem sido impecável", diz Drauzio Varella sobre coronavírus

De acordo com Doria, R$ 14 milhões já serão disponibilizados para uma campanha de informação sobre a doença do coronavírus que começa na próxima terça-feira (3). Serão folhetos espalhados no metrô, CPTM, aeroportos e portos do Estado, além de um manual de explicações no portal online do governo.

Você viu?

"A cartilha de informação do coronavírus será distribuída em cinco idiomas (português, inglês, espanhol, italiano e japonês). Será distribuída na próxima semana e acessível pela internet.", informou o governador .

A cartilha vai conter informações que evitem pânico na população. A ideia é dar todas as informações sobre o que o coronavírus, quais os sintomas, forma de transmissão, meios de prevenção e meios de combate.

Leia também: Coronavírus: ONU pede combate à discriminação contra asiáticos

Dos R$ 30 milhões liberados para a campanha, R$ 16 milhões irão para o apoio operacional da Secretaria de Saúde. A verba servirá para compra de insumos, bem como nas medidas de prevenção contra a doença nos hospitais, postos de saúde e laboratórios.

A campanha do governo de São Paulo contra o coronavírus vai se estender para as escolas. Em acordo com o secretário de educação Rossieli Soares, serão feitas campanhas de conscientização e informação sobre a doença nas redes públicas de educação de todo o Estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários