Apoiadores defendem presidente após vídeo convocando ato contra instituições democráticas
Marcos Corrêa/PR
Apoiadores defendem presidente após vídeo convocando ato contra instituições democráticas


A reação dos parlamentares e políticos ao vídeo divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro na última terça-feira (25), na qual é comunicada uma convocação pública a um ato contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), gerou movimetos reativos contra e a favor do presidente. Em defesa da fala dele, poiadores convocaram a hashtag #EuapoioBolsonaro .

A divulgação do vídeo foi amplamente repudiada  por figuras públicas envolvidas no debate político. O fato instigou a discussão sobre a possibilidade de um pedido de impeachment contra o presidente ser protocolado por crime de responsabilidade ao atacar a independência e autonomia dos demais poderes.

Leia também: Bolsonaro não está à altura do cargo se divulgou o vídeo, diz Celso de Mello

Em meio ao debate, apoiadores do presidente criaram no twitter a hashtag #EuapoioBolsonaro, que já conta com 170 mil tweets e interações de figuras como Carlos Bolsonaro e o deputado Daniel Silveira (PSL - RJ). A hastag é o assunto mais comentado no twitter Brasil a frente de discussões como a confirmação do primeiro caso de coronavírus no país, divulgado na terça-feira (25), com 24 mil tuítes, e da hastag #ImpeachmentdeBolsonaro, que tem 54 mil tuítes.


Dentre as quatro hastags mais comentadas no twitter nesta quarta-feira de cinzas três discutem o momento político do país, uma delas é a hastag "Dia 15 Brasil nas ruas", que endossa a convacação feita pelo presidente Bolsonaro para o ato contra as demais instituições que compõem o sistema democrático da tripartição dos poderes. A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) é uma das figuras que engajam a discussão em torno dessa hastag.

    Leia tudo sobre: impeachment

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários