CÂMARA DE FORTALEZA
Reprodução
Secretário Municipal de Segurança foi chamado de "advogado de facção".

O Secretário Municipal de Segurança de Fortaleza, Antônio Azevedo, protagonizou um episódio curioso ao invadir a Câmara da cidade na tarde desta terça-feira (4) depois de ter sido chamado de " advogado de facção " por um dos parlamentares.

Leia também: Pedreiro confunde filhote de onça com gato em Goiás

O responsável pela acusação é o vereador Márcio Cruz (PSD), que, além de acusar Azevedo, pediu para que o secretário fosse exonerado de seu cargo.  Ao saber da fala do político, Azevedo invadiu o plenário, tomou o microfone de outro parlamentar que discursava e rebateu Cruz. Confira um registro do momento: 

Ao pegar o microfone, Azevedo proferiu ofensas e disse que iria "quebrar a cara" do vereador. O secretário também disse que Cruz deu as declarações por interesses eleitorais. Outros parlamentares que acompanhavam a sessão acalmaram o secretário e o levaram para a sala da presidência.

A acusação

No discurso no qual acusa Azevedo, Cruz diz também que a atuação do  secretário na defesa do empresário iraniano Farhad Marvisi, condenado a 20 anos, responsável por ordenar um atentado contra um auditor fiscal da Receita Federal em 2008 deveria ser motivo para sua exoneração do cargo. 

    Veja Também

      Mostrar mais