mulher e bebê
Reprodução
Bebê, de apenas um ano, acabou não resistindo aos ferimentos e morreu

Morreu na madrugada deste domingo (2) Maria Janaína dos Santos Lopes, mãe de Maria Luiza dos Santos, de 1 ano, que também morreu na última quarta-feira. Elas foram atropeladas há uma semana quando atravessavam a Estrada da Barra da Tijuca, no Itanhangá.

O motorista que atropelou sua família, Danilo Marques Santos, de 28 anos, não prestou socorro e estava alcoolizado, segundo o carona, Luiz Henrique Ferreira dos Santos, relatou no registro de ocorrência.

Leia também: Bebê morre após motorista atropelar família no Rio; mãe está em estado grave

Após ser perseguido e parado por motociclistas, Danilo foi preso e indiciado na 16ª DP (Barra da Tijuca) por lesão corporal culposa qualificada e homicídio culposo (quando não há intenção de matar), segundo a Polícia Civil. A corporação informou ainda que ele foi encaminhado para a audiência de custódia. A delegacia pediu à Justiça a prisão preventiva do motorista.

Maria Luiza morreu no Hospital municipal Lourenço Jorge, para onde foi socorrida. O enterro dela foi nesta-quarta feira, ao meio-dia, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária. A mãe da bebê, Maria Janaína dos Santos Lopes, de 32 anos, está internada em estado grave no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte, com traumatismo craniano.

Câmera mostra acidente

Uma câmera de um posto de gasolina perto do local do atropelamento mostra o momento em que um grupo de pessoas atravessa a Estrada da Barra da Tijuca, no trecho perto do acesso ao Morro do Banco. Logo em seguida é possível ver um carro de cor clara passando e atingindo mãe e filhos — o momento não está no vídeo por ser muito forte.

Leia também: Com CNH vencida e 121 pontos, filha de Temer atropela mulher em São Paulo

Maria Janaína mora na favela da Rocinha, na Zona Sul, e estava indo buscar um celular que estava no conserto em Rio das Pedras, na Zona Oeste. No caminho, soube que o aparelho ainda não estava pronto e desembarcou do ônibus para voltar para casa. A família foi atropelada na faixa de pedestres, diante de um semáforo. Segundo a CET-Rio, a perícia policial vai detectar se o motorista avançou o sinal vermelho. A companhia afirma que, no momento do acidente, o sinal não estava piscante.

    Veja Também

      Mostrar mais