Chuvas deixam rastros de destruição em Minas Gerais arrow-options
WHATSAPP/REPRODUÇÃO
Chuvas deixam rastros de destruição em Minas Gerais


O número de cidades em situação de emergência por causas das chuvas em Minas Gerais aumentou para 196 nesta sexta-feira. O temporal , que já dura duas semanas, deixou 55 mortos, 68 feridos e mais de 53 mil pessoas fora de casa.

Uma das cidades mais afetas, Belo Horizonte ainda tem 25 vias interditadas totalmente e 68 de forma parcial. Segundo a prefeitura, a região mais crítica é a Centro-Sul da capital mineira — onde fica o bairro de Lourdes, área nobre da cidade, que ficou inundado no temporal da última terça-feira. A capital mineira é cidade que teve o maior número de mortes causadas pelo temporal : das 55 vítimas fatais em todo estado, 13 foram em BH.

Leia também: Rio: temporal 'joga' navio-plataforma de 78 toneladas em orla de praia; assista

As interveções acontecem nos bairros Diamante, Vale do jatobá e Itaipu, na região do Barreiro e nas avenidas Silva Lobo e Teresa Cristina, na regional Oeste. Também estão interditas as avenidas Úrsula Paulino e Silva Lobo, na região Oeste, e Risoleta Neves, no Nordeste da cidade, entre outros pontos.

A prefeitura informou que a priorirdade do trabaho está sendo na desobstrução de bocas de lobo, vias e galerias, além do atendimento à população atingida.

    Veja Também

      Mostrar mais