Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra
Telmo Ferreira/Agência O Globo
Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de Minas Gerais confirmaram no início da tarde deste sábado (25) que já chega a 14 o número de mortes em decorrência das fortes chuvas em Belo Horizonte e na Região Metropolitana. A maior parte dos óbitos, afirmam os bombeiros, aconteceram em função de deslizamentos de terra .

Leia também: Cerimônias marcam o primeiro ano do rompimento da barragem em Brumadinho

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, há mais de 2500 pessoas desalojadas e 911 desabrigadas . Os números devem continuar a ser atualizados ao longo do dia.

O governador do estado, Romeu Zema (Novo) afirmou que "a situação está sob controle. Nós estamos trabalhando 24h por dia, mas como ainda há previsão de chuva e o solo já está encharcado, fica o alerta de que todos precisam colaborar".

Zema também pediu que as pessoas acolham amigos e familiares que tenham sido afetados, mas garantiu que o Estado está acolhendo em abrigos aqueles que não tem para onde ir. 

Leia também: Brumadinho: instituto criado por mãe em luto quer semear reconstrução

A cidade de Belo Horizonte e a Região Metropolitana estão sofrendo as consequências das intensas chuvas que ocorrem na região desde a última quinta-feira (23). Já foram registradas ao menos 474 ocorrências desde o início dos temporais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários