Agência Brasil

clubes de tiro arrow-options
EUA
Operação fiscalizou 130 clubes em 72 cidades do estado de São Paulo

A Polícia Federal (PF) realizou nesta sexta-feira (24) uma operação para fiscalizar 130 clubes de tiro no em 72 cidades do estado de São Paulo . Desde de fevereiro de 2019 são investigadas suspeitas de fraudes nos laudos que atestam a capacidade dos interessados em obter o registro de armas de fogo . Os documentos são emitidos pelos instrutores credenciados pela PF.

Leia também: Novo presidente da Capes defende teoria religiosa da criação do mundo

Durante a ação foram encontrados indícios de fraude em pelo menos dez estabelecimentos. Foram apreendidos laudos assinados, mas com o conteúdo em branco. Está sendo apurada a prática de conluio entre os instrutores que e os clubes de tiro para emitir os documentos de forma fraudulenta.

Leia mais: Após polêmica sobre ministério, Moro se reúne com Mourão

Para ter uma arma de fogo registrada o interessado deve se submeter a um teste de conhecimento técnico que será avaliado por um instrutor credenciado. O candidato deve comprovar que é capaz de manusear a arma de forma segura.

Além da abertura de inquérito para apurar os crimes de falsidade ideológica e formação de quadrilha , a Policial Federal vai repassar os resultados da ação de hoje para o Exército, responsável por conceder registro aos clubes.

    Veja Também

      Mostrar mais