Segundo o Corpo de Bombeiros,  incêndio em prédio no litoral paulista foi causado por celular superaquecido
Reprodução
Segundo o Corpo de Bombeiros, incêndio em prédio no litoral paulista foi causado por celular superaquecido


O superaquecimento de um celular foi a causa do incêndio que destruiu dois apartamentos em Santos , no litoral de São Paulo, durante última quinta-feira (2). O Corpo de Bombeiro s ainda está investigando o caso, mas tudo indica que o aparelho causou o fogo ao superaquecer enquanto era carregado.

Localizado em um prédio no bairro da Pompéia, o apartamento no qual o incêndio começou estava alugado para um grupo de turistas, que não estava no local, e um deles deixou o celular carregando em cima da cama. O aparelho esquentou demais e o fogo se espalhou até um apartamento vizinho.

Leia também: Mulher morre atropelada por trator ao tomar sol em praia de SP

O prédio precisou ser evacuado e as ruas das redondezas foram interditadas logo após a chegada da Polícia Militar, dos bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Moradores de prédios vizinhos registraram em vídeo o fogo saindo pelas janelas. Apesar do alcance, o incêndio não deixou nenhum ferido.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários