Tamanho do texto

Homens foram presos em flagrante na cidade de Itabuna, no sul do estado; agentes apreenderam 50 galos, mas uma das aves morreu no local

Ringue da rinha de galo arrow-options
Polícia Militar/ Divulgação
Criminosos montaram ringue para colocar aves para brigar

Quarenta e quatro homens foram presos em flagrante neste domingo (22) em uma rinha de galo em Itabuna , no sul da Bahia . Durante a operação também foram apreendidas 50 aves, mas uma delas morreu no local devido aos ferimentos causados pelas brigas.

Segundo informações do tenente Leonardo, comandante da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto), do 15º Batalhão da PM, os agentes foram até o local após receberem uma denúncia de barulho excessivo no bairro Novo Horizonte. Ao chegarem, eles notaram que se tratava da prática de rinha de galo.

Leia também: Juíza manda prender 22 envolvidos em rinha de cães em São Paulo

Enquanto as aves lutavam, os homens bebiam e faziam nos animais que eles achavam que sairiam vencedores dos confrontos. As aves eram colocadas dentro de ringues montadas com peças de madeira e, em alguns casos, esporas eram colocadas nas patas das aves para que elas conseguissem machucar mais as outras.

Aves ficavam presas em jaulas arrow-options
Polícia Militar/Divulgação
Aves ficavam presas em jaulas

Ainda de acordo com o tenente Leonardo, também foram apreendidos no local 16 pássaros silvestres, remédios veterinários, esporas e o equipamento de som que deu origem à denúncia. O caso foi registrado na 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Itabuna.