Tamanho do texto

Comparativo é feito entre os meses de novembro de 2018 e 2019; Dados apontam aumento de 18,2% de estupros e de 0,2% no número de roubos

Arma arrow-options
Fotos públicas/reprodução
Maioria dos índices de criminalidade diminuiu em São Paulo no comparativo com 2018

O número de estupros e de roubos no estado de São Paulo aumentaram em novembro, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo (SP) divulgados nesta sexta-feira (20). Os demais índices de criminalidade no estado caíram. A comparação é feita em relação ao mesmo mês do ano passado.

Leia também: "Fiquei como o monstro e ela a mocinha", diz acusado de agredir youtuber no Rio

Em novembro de 2019, o estado de São Paulo teve aumento de 18,2% nos casos de estupros em relação ao mesmo mês do ano anterior. O número passou de 922 para 1.090. A quantidade de roubos também cresceu, de 21.306 para 21.350, uma alta de 0,2%. Além disso, foi registrada uma ocorrência de extorsão mediante sequestro. Em igual mês do ano passado, não houve registros de boletins relacionados a esse crime.

Já os casos de latrocínio, roubo seguido de morte, caíram. Foram 14 ocorrências com 15 vítimas no 11° mês deste ano, contra 23 casos com 24 mortes em novembro do ano passado. A quantidade de boletins desta modalidade foi a menor da série histórica que começou em 2007.

Os furtos em geral recuaram 0,1%, com 45 casos a menos – passaram de 41.550 para 41.505; e os furtos de veículos diminuíram 11,3%, com 978 ocorrências a menos (de 8.620 para 7.642) – a menor quantidade desde 2007.

Leia também: Jovens desaparecidos são encontrados carbonizados em carro abandonado no Rio

Os homicídios dolosos tiveram seis ocorrências a mais, com o registro de 246 boletins. No entanto, foram registradas duas vítimas a menos deste crime no mês de novembro, comparando a igual mês de 2018 – de 257 para 255. Com os resultados, as taxas dos últimos 12 meses (de dezembro de 2018 para novembro de 2019) reduziram para 6,51 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes.