Tamanho do texto

Cidade na Serra da Mantiqueira foi atingida por forte temporal na tarde de ontem. Uma criança de 1 ano e 11 meses morreu soterrada em Monte Carlo

Deslizamento arrow-options
Corpo de Bombeiros/Divulgação
Deslizamento ocorreu após temporal na tarde desta sexta-feira (13).

Pelo menos quatro pessoas, sendo três da mesma família, morreram soterradas depois de deslizamentos de terra em Campos do Jordão , cidade localizada na serra da Mantiqueira e distante 184 quilômetros da capital paulista. A Defesa Civil estadual informou que três pessoas - uma mulher de 51 anos, um adolescente de 13 anos e uma criança de cinco anos - são da mesma família e moravam no bairro Vila Britânia. Uma criança de 1 ano e 11 meses morreu soterrada no bairro Monte Carlo. A terra atingiu as residências, que acabaram desabando.

Leia mais: Brasileiros poderão receber alertas de desastres pela TV

De acordo com a Defesa Civil, fortes chuvas atingiram a cidade durante a tarde e noite de ontem. Os deslizamento ocorreram no início da noite e pelo menos 30 homens do Corpo de Bombeiros da cidade e da Defesa Civil municipal foram deslocados para os bairros mais atingidos. Depois de mais de 12 horas de busca, os corpos da criança de 5 anos e do adolescente de 13 foram encontrados na manhã deste sábado. O corpo da mulher, que pelas primeiras informações é avó das crianças, foi resgatado ainda na noite de ontem.

No bairro Monte Carlo , o pai e a mãe do bebê de 1 ano e 11 meses foram socorridos e estão em observação no pronto socorro municipal.

A Defesa Civil estadual informou que pelo menos 11 pessoas foram levadas ao pronto socorro municipal, com ferimentos. No total, 15 pessoas estão desalojadas e foram abrigadas em casa de parentes. Equipes da Defesa Civil e do Instituto de Pesquisa Tecnológicas (IPT) estão vistoriando bairros da cidade para detectar áreas que apresentam risco de desabamento .

Leia também: Porto de Santos bate recorde de apreensões de drogas e estraga rota da cocaína

"A população pode ajudar e informar a Defesa Civil através do telefone 199 se notar rachaduras ou trincas nas paredes, ou árvores inclinadas, sinais que precedem desabamentos ", disse o capitão Richard Braga, da Defesa Civil estadual de São Paulo.