Polícia
Armando Paiva / Agência O Dia
Os presos estão sendo levados para a sede da Polícia Civil, na Lapa

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) faz, desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (29), uma operação para prender sete PMs envolvidos em extorsão de comerciantes de diversas partes do estado. Além dos mandados de prisão há 14 de busca e apreensão.

Leia também: Heloísa Bolsonaro diz que passa ‘perrengue’ com salário de R$ 33 mil de Eduardo

Até o momento, a operação já prendeu cinco policiais, sendo que quatro deles já foram identificados: Guttemberg Dantas da Silva, Roberto Campos Machado, Victor Magnano Mangia e Jefferson Rodrigues Batista.

PMs do setor de inteligência

Durante as investigações, que duraram dois meses, a polícia descobriu que os envolvidos no esquema se passavam por agentes da DRCPIM para praticar os crimes. Todos trabalham no setor de inteligência da Polícia Militar .

Os alvos dos PMs eram comerciantes de várias partes do estado, mas a grande parte deles da capital. Durante as extorsões, os policiais também pegavam vários produtos dos estabelecimentos.

Durante o inquérito policial, várias vítimas prestaram depoimento e ajudaram na identificação dos criminosos.

Leia também: Familiares denunciam prisão de brigadistas em Alter do Chão: "são perseguidos"

A Corregedoria da PM também participa da operação . Os presos estão sendo levados para a sede da Polícia Civil, na Lapa. Eles vão responder pelos crimes de extorsão, concussão, organização criminosa e roubo qualificado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários