Tamanho do texto

A criança foi localizada seis horas após o início das buscas, em outro hospital da região

miguel arrow-options
Getty Images/Reprodução
Menino foi levado logo após o parto por mulher que se diza enfermeira

Na madrugada desta quinta-feira uma família no Distrito Federal viveu momentos de pânico após o sequestro de um bebê recém-nascido. A criança, um menino chamado Miguel, foi levada de um hospital público de Taguatinga. Felizmente, ele foi encontrado por volta das 9h em outro hospital da região. O caso foi registrado na delegacia da cidade como subtração de incapaz.

De acordo com a tia da criança, que publicou sobre o desaparecimento nas redes sociais, a criança foi levada por uma mulher que se passava por enfermeira e usava jaleco. A mulher teria dito à mãe da criança que ela deveria ser entregue para a realização de mais alguns exames. "Ela é mãe de primeira viagem, não sabia como funcionava", disse a tia.

Leia mais: Delegado que prendeu ambientalistas no Pará é afastado de inquérito

O menino foi localizado no Hospital Regional de Ceilância (HRC). Em nota, o hospital informou que a suspeita deu entrada com uma criança nos braços, alegando que o parto teria ocorrido em casa. Os profissionais, porém, desconfiaram da afirmação após identificar que o bebê já havia recebido alguns cuidados médicos , como a vacina BCG.

A suspeita foi encaminhada para depoimento na Delegacia de Repressão a Sequestro (DRS). Já a criança, segue internada no hospital da Ceilândia para a assistência necessária.