pessoas em caminhão
Comissão Pastoral da Terra / Twitter
Imagens da reintegração foram publicadas nas redes

A Polícia Federal cumpre na manhã desta segunda-feira (25) mandados de reintegração de posse em 19 lotes ocupados por mais de 700 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ( MST ) nas cidades de Juazeiro e Casa Nova, na Bahia.

O local, no qual fica sitiado o acampamento Irani I, acampamento Irani II e Abril Vermelho foi ocupado em 2012. Desde então, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba ( Codevasf ), responsável pelo terreno, busca na justiça a retomada do local, que a princípio era voltado para um projeto de irrigação Salite. 

Leia também: Maior centro de formação do MST no nordeste é alvo de despejo

Apesar da polícia informar que a desocupação do local ocorre de froma pacífica, o MST informou que os despejos foram violentos e deixaram centenas de pessoas nas ruas. Caminhões disponinbilizados pela própria Codevasf fizeram o transporte dos materiais para um novo assentamento, que ficou sob responsabilidade do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária ( Incra ).

Uma pessoa do MST foi socorrida com um corte na cabeça após o processo de reintegração de posse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários