Tamanho do texto

Foi a segunda agressão de Alex Rodrigues contra Bruna da Silva Gonçalves

vitima arrow-options
Reprodução
Vítima levou soco no olho

A estudante de Enfermagem Bruna da Silva Gonçalves, de 23 anos, foi agredida com um soco pelo ex-namorado na frente do filho dela, de apenas cinco meses, em Queimados, na Baixada Fluminense.

Leia também: Idosa arremessada de ônibus no Rio morre após ficar 10 dias internada

A agressão aconteceu na sexta-feira, quando a universitária estava conversando com o pai da criança, no mesmo bar em que estava o agressor, o ajudante de padeiro Alex Rodrigues dos Santos, 25.

De acordo com a delegada Mônica Areal, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Iguaçu, Bruna e Alex tiveram um relacionamento de sete anos e estavam separados há cerca de cinco meses.

"Ele viu que ela estava conversando com o pai do filho dela, teve uma crise de ciúmes, falou alguma coisa, ela respondeu e ele deu um soco no olho dela", conta a delegada. "O olho dela esta fechado e tem uma marca do anel que ele estava usando. Foi um soco bem dado".

PRESO NO TRABALHO

Ainda segundo a titular da Deam de Nova Iguaçu, ao longo do dia, Alex procurou a ex , dizendo que pagaria pelos remédios de que ela precisasse para tratar o machucado. Isso para que ela não o denunciasse. O que não funcionou, já que ela foi até a especializada para prestar queixa.

Leia também: Porta-voz do MBL é suspeito de agredir cozinheira e chamá-la de "crioula"

"Nós o prendemos no trabalho dele, em uma padaria que fica a 15 minutos da casa deles e de onde ele a agrediu", Areal afirma. "Ela contou para a gente que já tinha sido agredida uma vez por ele, quando ele apertou seu pescoço, mas ela preferiu não registrar nada".

Alex vai responder pelo crime de lesão corporal contra mulher (Lei Maria da Penha). Se condenado, ele pode pegar até três anos de prisão."Infelizmente ela está lesionada, mas a gente prendeu o agressor", a delegada reforça.