Tamanho do texto

O tratamento está marcado para a próxima terça-feira (12); segundo boletim médico, prefeito tem "boas condições clínicas"

Bruno Covas arrow-options
Reprodução/Facebook
Boletim médico diz que prefeito tem "boas condições clínicas".

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), passará nesta terça-feira pela segunda sessão de quimioterapia para tratar de um câncer no aparelho digestivo. Boletim médico divulgado nesta segunda-feira informou que Covas apresenta "boas condições clínicas" e que os coágulos detectados em exames anteriores estão sob controle.

Leia também: TJ do Rio de Janeiro libera advogados da obrigatoriedade de terno no verão

A sessão de quimioterapia dura cerca de 30 horas. A primeira de três prescritas pela equipe médica foi realizada no último dia 29. O intervalo entre elas é de duas semanas. Até o fim do mês, o prefeito deverá ser submetido à terceira aplicação do tratamento.

"Os trombos estão sob controle e já diminuíram, por isso a medicação anticoagulação, que era por via intravenosa, passou a ser administrada por via subcutânea", comunicou a equipe médica em boletim nesta tarde.

Covas está internado desde o último dia 23 no Hospital Sirio-Libanês, na capital paulista. Ele deu entrada no hospital com um quadro de erisipela, que evoluiu para trombose e embolismo pulmunar. Na busca de um diagnóstico mais aprofundado sobre as complicações, os médicos descobriram um câncer no aparelho digestivo com lesões no sistema linfático e no fígado.

Leia também: Universitária é agredida com soco pelo ex na frente do filho recém-nascido 

A permanência de Covas no hospital deve-se ao tratamento para controlar o quadro de trombose e não pelo diagnóstico de câncer. A formação de coágulos é um quadro comum em pacientes com câncer, segundo o diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Fernando Costa.