Alexsander da Silva Monteiro, de 41 anos, era conhecido como Popeye
Marcelo Theobald / Agência O Globo / Arquivo
Alexsander da Silva Monteiro, de 41 anos, era conhecido como Popeye

Um homem foi morto durante uma consulta ao dentista, em Vargem Pequena, na zona oeste do Rio, na noite desta terça-feira (5). Homens armados invadiram o consultório, na Rua J, no conjunto habitacional Cesar Maia, e executaram Alexsander da Silva Monteiro, de 41 anos, conhecido como Popeye. De acordo com a Polícia Civil, ele era chefe de uma milícia atua no bairro de Campo Grande, também na Zona Oeste.

Leia também: Golpe em Flordelis? Preso pode ter fingido ser policial para extorquir deputada

De acordo com o relato de testemunhas, os assassinos chegaram ao local em um carro preto e um táxi. Eles dispararam pelo menos 20 tiros contra Alexsander. O corpo do miliciano ficou em cima da cadeira onde era atendido. Um dentista e um paciente que aguardava atendimento ficaram feridos. Não há informação sobre o estado de saúde de ambos.

Policiais militares do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionados para o local. Eles isolaram a área para a realização de uma perícia, feita pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). Os agentes recolheram cápsulas de diferentes calibres no local.

Você viu?

Uma das linhas de investigação é de que o assassinato de Popeye tenha ocorrido devido a uma disputa pela expansão do grupo paramilitar que ele comanda. Os policiais, porém, não descartam outras motivações para a execução. Nesta quarta-feira, equipes da DH fazem diligências em busca de provas contra os mandantes do assassinato e os executores do crime.

Segundo a Polícia Civil, Popeye assumiu o comando da milícia de Campo Grande após a prisão do seu sócio Francisco César Silva de Oliveira, o Chico Bala, em 2010. Delegacias da Zona Oeste da capital a Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco-EI) investigam o paramilitar e sua quadrilha: são mais de 70 inquéritos.

Leia também: Menino de 11 anos detido seis vezes no mesmo ano é espancado até a morte

Em 2008, ainda de acordo com a Polícia Civil , Popeye liderou um ataque a um posto da Polícia Militar em Itaboraí, município da Região Metropolitana. Na ocasião, um PM morreu e outro ficou ferido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários