Tamanho do texto

Definição polêmica do site de buscas viralizou como 'print' na internet. Em contraste, o termo 'professor', no Google, não sofreu nenhuma alteração

professora no google arrow-options
Reprodução/Google
Definição polêmica viralizou na internet relacionada à pesquisa do termo 'professora' na plataforma de buscas Google.

O site de buscas Google está com uma definição polêmica para o termono professora em seu dicionário virtual. Ao digitar no buscador  'professora significado' ou 'professora dicionário' é possível ver definições distorcidas.

A primeira define a profissional como "mulher que ensina ou exerce o professorado". Já a segunda definição aponta o termo professora como definidor de "prostituta com quem adolescentes se iniciam na vida sexual". 

Leia mais: Operador de avião que caiu em Belo Horizonte está com 50% do corpo queimado

O print dessa busca viralizou na internet. O iG realizou o teste com os dois termos, com os resultados chocantes. A segunda definição, segundo o Google, seria um "brasileirismo" para definir o termo. 

Em contraste com a definição de professora, ao digitar 'professor significado' ou 'professor dicionário' o resultado aponta para resultados regulares. 

Leia também: Homem explode quintal de casa ao tentar matar baratas, assista ao vídeo

A primeira definição é "aquele que professa uma crença, uma religião". A segunda é "aquele que ensina, ministra aulas (em escola, colégio, universidade, curso ou particularmente); mestre". O site não traz a opção "brasilizada" do termo no masculino. 

A justificativa do Google para os resultados relacionados à palavra professora é a utilização de vários parceiros locais e globais para fornecer informações que os usuários procuram, incluindo dicionários.

"Quando as pessoas pesquisam por definições de palavras na Busca, frequentemente, elas desejam informações de maneira rápida. Por isso, trabalhamos para licenciar conteúdos de dicionários parceiros, que são exibidos diretamente na Busca. Os resultados incluem usos coloquiais que podem causar surpresa, mas não temos controle editorial sobre as definições fornecidas por nossos parceiros que são os especialistas em linguagem. Reconhecemos a preocupação neste caso e vamos transmiti-la aos responsáveis pelo conteúdo", diz nota do Google.

“Nossa missão é tornar as informações acessíveis e úteis para todos. Trabalhamos com conteúdo licenciado de dicionários parceiros para ajudar nossos usuários a encontrar de forma fácil informações sobre palavras na Busca. Não editamos nem removemos as definições fornecidas pelos nossos parceiros que são os especialistas em idiomas. Em relação à palavra 'professora', a Oxford University Press, nossa parceira que trabalha com tradicionais editores de dicionário no Brasil, determinou que a segunda definição está em desuso e não é atual o bastante para ser incluída. A Oxford University Press removeu a definição e essa mudança está refletida nos resultados de dicionário exibidos na Busca para 'professora", diz a nota do Google.