Lula Cabral foi preso pela Polícia Federal por suspeita de ajudar em desvios de R$ 90 milhões no Cabo de Santo Agostinho
Fabíola Cabral / Instagram / Reprodução
Lula Cabral foi preso pela Polícia Federal por suspeita de ajudar em desvios de R$ 90 milhões no Cabo de Santo Agostinho

Após passar quase um ano afastado da prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, por suspeita de ajudar a desviar R$ 92,5 milhões, o prefeito Lula Cabral voltou ao cargo.

Alvo da Operação Abismo, deflagrada pela Polícia Federal em outubro de 2018, Cabral foi um dos 11 presos por suspeita de fraudes na Previdência do município, mas ganhou liberdade preventiva ainda no mês de janeiro após decisão do ministro Dias Toffoli.

Leia também: João Vaccari é autorizado a cumprir pena em casa, com tornozeleira eletrônica

Apesar de estar em prisão domiciliar, Lula era monitorado por tornozeleira para não se aproximar dos prédios públicos. Uma decisão judicial, porém, permitiu o retorno dele ao trabalho. Segundo a defesa do prefeito, o pedido para retirada da tornozeleira deve ser registrado em breve.

Na chegada à sede do governo municipal, o prefeito foi ovacionado por um grupo de servidores em clima de festa. No dia seguinte, ele exonerou mais de 600 comissionados da prefeitura.

    Leia tudo sobre: lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários