A jovem Júlia Mattos morava em Bangu e está desaparecida há um mês após sair para encontrar namorado
Reprodução
A jovem Júlia Mattos morava em Bangu e está desaparecida há um mês após sair para encontrar namorado

A família da jovem Júlia Mattos da Natividade , de 21 anos, está há um mês sem notícias do seu paradeiro. O desaparecimento está sendo investigado pela polícia, mas ainda não há qualquer pista sobre o que aconteceu. O pai de Júlia, o servidor público Fernando Natividade, de 49 anos, relata momentos de angústia em busca de pistas.

Leia também: Milicianos já se unem a traficantes em 180 locais do Rio de Janeiro

Júlia teria saído de casa, em Bangu , na Zona Oeste do Rio, na madrugada do dia 9 de setembro. Familiares acreditam que a jovem tenha ido para Niterói , onde mora o namorado, o
tatuador Robson Abreu Santos, cujo paradeiro também é desconhecido.

"Ela acordou, no meio da madrugada, e saiu de casa escondido. Ela estava apenas com uma mochila pequena. A mãe só percebeu que ela não estava em casa pela manhã. Ligou para o
celular, mas já estava desligado. Procuramos por todos os locais e nada. A polícia está empenhada na investigação, mas não há pistas sobre a minha filha. Estamos passando por
momentos difíceis", disse Fernando.

Leia também: Idoso de 89 anos mata esposa diagnosticada com Alzheimer e comete suicídio

O pai da jovem disse que a filha sempre foi muito estudiosa e chegou a frequentar duas faculdades ao mesmo tempo. Fazia Ciências Biológicas, na UFRJ, e Enfermagem, em Realengo.

"Em fevereiro, a Júlia iniciou um relacionamento com Robson e, em pouco tempo, o seu comportamento mudou. Trancou as duas faculdades e disse que seria tatuadora, assim como o
namorado. Durante esse período, os dois terminaram o relacionamento várias vezes, mas não sabemos o motivo. Ela não falava sobre a sua vida. Antes dela desaparecer, os dois
tinham terminado o namoro", relatou o servidor público sobre a jovem .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários