Tamanho do texto

Corpo do religioso foi encontrado com pés e mãos amarrados, uma lesão na cabeça e um arame farpado envolto ao pescoço; polícia investiga o caso

Padre Casemiro arrow-options
Paróquia Nossa Senhora da Saúde/Reprodução da internet
Padre Casemiro, como era conhecido, já havia informado às autoridades policiais que se sentia inseguro na região

Um padre morreu estrangulado na noite deste sábado (21) durante um assalto a uma igreja, na 702 Norte, em Brasília. O padre Kazimerz Wojn, 71 anos, que é polonês, foi assassinado por bandidos, que invadiram a casa paroquial da igreja Nossa Senhora da Saúde e roubaram diversos objetos, incluindo de dentro do cofre, conforme informou a Polícia Militar do Distrito Federal.

Leia também: Mulher é degolada na frente do filho de 2 anos no Piauí; suspeito foi preso

O corpo do padre  Kazimerz foi encontrado do lado de fora da casa paroquial, localizada nos fundos da igreja. A suspeita é de que ele tenha sido morto dentro da residência e arrastado até o lado de fora posteriormente.

Ele estava com os pés e as mãos amarrados, com uma lesão na cabeça e um arame farpado envolto ao pescoço. Até o momento, não há informações sobre os suspeitos do crime.

O caseiro que cuidava da reforma de um terreno da paróquia José Gonzaga da Costa, de 39 anos, foi quem pediu socorro e avisou a corporação. Ele também foi feito refém pelos criminosos e sofreu escoriações nos braços e mãos, mas conseguiu fugir. 

Conhecido como padre Casemiro pela comunidade local, antes do assassinato , o pároco já havia alertado as autoridades policiais do DF sobre sua sensação de insegurança na região. Em abril deste ano, no Domingo de Páscoa, ladrões teriam invadido a igreja e roubado o sacrário do altar que tem valor estimado em R$ 20 mil.

Leia também: Morre criança de 8 anos baleada no Complexo do Alemão

Antes, no fim do ano passado, caixas de som também haviam sido roubadas e o padre teria ordenado que fossem instaladas em um ponto mais alto, para evitar novos assaltos.