Tamanho do texto

Policiais procuram caseiro que matou namorada com quem se relacionava há um mês. A motivação, segundo testemunhas, seria ciúmes

O crime teria sido motivo por ciúmes arrow-options
Reprodução
O crime teria sido motivo por ciúmes

Graciane Prado da Silva , de 24 anos, foi morta a golpes de terçado - um tipo de facão - pelo namorado na noite deste sábado (14) em frente da sua mãe e irmãos no município de Porto Acre, no  Acre

Testemunhas contaram à polícia que Edison Abreu dos Santos, de 44 anos, teve um "surto" e matou a jovem na fazenda onde trabalhava como caseiro. O casal mantinha um relacionamento há um mês. A família da vítima também foi morar com Edison. 

Leia também: "Adeus, mãe": antes de bater carro em caminhão, ex manda filho gravar despedida

O crime ocorreu durante um churrasco por volta das 21h. Ele acertou a jovem duas vezes, uma delas na cabeça. 

Segundo relatos de testemunhas que constam no Boletim de Ocorrências, antes de acertar a vítima, Edison amolou o terçado enquanto falava era matador do “CV” - sigla do Comando Vermelho, grupo criminoso do Rio de Janeiro - e que era de costume matar as pessoas e esquartejá-las ainda “vivas”. 

Leia também: Adolescente vai à manicure, some e é achada morta em plantação de eucaliptos

Para evitar mais mortes, a mãe da vítima fugiu com as crianças pelo campo até chegar em uma casa abandonada, onde ficaram por horas.  

A Polícia Militar foi acionada no início da madrugada de sábado. Policiais buscam pelo homem apontado como autor do crime.