Tamanho do texto

Maria Esther de Campelo, de um ano e dez meses, foi encontrada morta em um matagal no Ceará; mãe e padrasto da criança são acusados de assassinato

menina arrow-options
Divulgação
Menina de 1 ano e dez meses foi dada como desaparecida na noite desta terça-feira

A polícia prendeu um casal, na manhã desta quarta-feira (21), sob a suspeita de terem matado uma criança de um ano e dez meses e forjado seu desaparecimento. O corpo de Maria Esther Farias Campelo foi encontrado enrolado em um lençol, em um matagal próximo à Estrada dos Macacos, na região metropolitana de Fortaleza.

Leia também: Mortes causadas pela polícia no RJ devem subir até o fim do ano, diz Secretário

A mãe da criança , Ana Cristina Farias Campelo, e o padrasto, Franciel Lopes de Macedo, registraram um boletim de ocorrência, afirmando que a filha teria sido raptada por um casal armado na noite dessa terça-feira (20), no Bairro Pajuçara, na cidade de Maracanaú. A mulher, que está grávida de três meses, ainda teria pedido para que a imagem da menina fosse divulgada para ajudar nas buscas.

Uma tia de Maria Esther, porém, afirmou que viu o casal saindo de casa com a criança enrolada em um lençol e que a menina chorava muito, exigindo a atenção da mãe. Segundo a parenta, o casal estava junto há quatro meses e a história do sequestro teria sido inventada.

Leia também: Frentista reage a assalto, rouba arma e mata bandido no Mato Grosso; assista

Ainda não foi confirmada a causa da morte, mas, após a prisão, o padrasto detalhou aos policiais que a criança foi assassinada com socos no estômago, nas costas e enforcamento.