Tamanho do texto

Vítima de infarto fulminante aos 64, ele foi secretário de Desenvolvimento Econômico do Espírito Santo e presidente da BR Distribuidora

Julio Bueno arrow-options
Acham / Divulgação
Julio Bueno foi vítima de um infarto fulminante

Morreu na manhã deste domingo (18), na capital fluminense, o engenheiro Julio Bueno, ex-secretário estadual de Fazenda do Rio de Janeiro. Vítima de um infarto fulminante aos 64 anos, ele deixa dois filhos, três netas e a esposa, Fátima.

Funcionário de carreira aposentado da Petrobras, Bueno foi presidente do Inmetro e da BR Distribuidora. Também atuou como secretário de Desenvolvimento Econômico do Espírito Santo durante o governo Paulo Hartung e no estado do Rio durante o governo Sérgio Cabral. 

Leia também: Jornalista Clóvis Rossi morre em São Paulo, aos 76 anos 

Em 2015, assumiu a Secretaria de Fazenda do Rio , no governo Luiz Fernando Pezão, deixando o cargo em 2016. Desde que deixou o governo, vinha trabalhando com o filho em uma consultoria de negócios.

Tricolor orgulhoso, Bueno foi candidato à presidência do Fluminense em 2010. Em 2017, lançou com a jornalista Jacqueline Farid o livro Rio em Transe, sobre os bastidores da crise financeira que atingiu o estado.