Tamanho do texto

Décio Gouveia Luiz foi localizado em Arraial do Cabo e, de acordo com a investigação, planejava morar em Búzios; "Era um dos líderes do PCC"

PCC arrow-options
Reprodução
Décio Gouveia Luiz, braço direito do líder do PCC, morar em Búzios

Policiais civis da 132ª DP (Arraial do Cabo) prenderam, nesta terça-feira, um homem apontado como braço direito de Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola , principal liderança do Primeiro Comando da Capital (PCC) – facção que atua principalmente em São Paulo e comanda rebeliões, assaltos, sequestros e assassinatos. Décio Gouveia Luiz foi localizado em Arraial do Cabo e, segundo investigação, planejava morar em Búzios, na Região dos Lagos.

Leia também: PF prende pelo menos 34 pessoas em operação contra 'tesouraria' de PCC

De acordo com Renato Mariano, delegado titular da 132ª DP (Arraial do Cabo), a prisão foi importante para cortar uma possível relação e expansão da facção para o Rio. "Ele é uma das lideranças do PCC que atuava diretamente no roubo de banco e carro forte em São Paulo.

A prisão é importante porque, além de devolver um criminosos de alta periculosidade e possibilitar que ele responda na Justiça, afastamos a possibilidade de mais um elo de contato entre criminosos de São Paulo e do Rio. Ele estava estabelecido temporariamente em Arraial, tinha comprado uma casa de luxo em Búzios e pretendia montar um pousada e morar definitivamente. Ou seja, abriria uma porta para um grande elo entre as facções".

Leia também: "Com o PT tinha um diálogo cabuloso" diz líder do PCC em conversa grampeada

Uma imagem demonstra o nível de entrosamento dele com a alta cúpula do PCC . No flagra, ele aparece conversando com Marcola, quando cumpriam pena juntos. Ainda segundo o delegado, a foto "demonstra bem que ele integra a cúpula dessa organização criminosa, que é uma das mais complexas de todo o país".