Tamanho do texto

Frédy Thomé matou a sogra depois de errar o tiro que visava acertar o ex de sua companheira em um Dia das Mães

revólver arrow-options
Mike 1497 / Creative Commons
Homem foi condenado a 16 anos de prisão por ter matado a ex-sogra por engano


O réu Frédy Thomé, de 36 anos, foi condenado a 16 anos de prisão na semana passada por ter assassinado sua ex-sogra no dia 13 de maio de 2018, um Dia das Mães. No veredito, ficou claro que o homicídio aconteceu por engano, já que a intenção do assassino era atirar no companheiro de sua ex-namorada. O caso aconteceu em Itapiranga (SC).

Leia também: Adolescente de 15 anos é estuprada e morta a facadas por vizinho de 17 anos

Em seu depoimento, Frédy Thomé disse que foi até a casa de sua companheira com a intenção de levar seu filho Kauã para que a mãe pudesse vê-lo no Dia das Mães. Ao chegar no local, ficou sabendo que o o atual companheiro dela estava na casa e voltou para o carro para buscar uma espingarda calibre 16. Ao atirar na direção do homem, errou o tiro e acertou Noeli Maria Winter, sua ex- sogra , que morreu na hora.

Preso em flagrante, Frédy Thomé estava em casa aguardando o julgamento. Na decisão, o réu foi condenado a 16 anos em regime fechado por homicídio e ‘consistente no ciúme, sentimento de egoísmo, posse e no inconformismo com o relacionamento estabelecido entre Cleiton e Fernanda (sua ex-esposa)’. Além disso, ele também foi condenado pro porte ilegal de arma de fogo.