Tamanho do texto

Metal não tinha procedência, o que faz reforçar a suspeita de que o valor seja proveniente do roubo no aeroporto

Polícia Federal arrow-options
Divulgação/PRF
Polícia Federal segue investigando o roubo de ouro em Guarulhos


A Polícia paulista prendeu na tarde de segunda-feira (5), na região da avenida Paulista, em São Paulo, um chinês com 10 barras de ouro.  A suspeita é que o metal faça parte dos quase 720 quilos de ouro roubados do aeroporto de Guarulhos no dia 25 de julho.

Leia também: Polícia indicia seis por roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos

 No total o chinês, cuja identidade ainda é desconhecida, portava 1,044 quilo de ouro . O metal não tinha procedência, o que faz reforçar a suspeita de que o valor seja proveniente do roubo. Investigações da polícia indicam que o ouro roubado no aeroporto pode estar sendo direcionado para a China.

O chinês pode ser enquadrado no artigo 22 do Código Penal, que prevê reclusão de dois a seis anos, além de multa, por promover evasão de divisas do país. Mas se realmente ele for parte da organização do assalto sua pena poderá ser maior, sendo enquadrado em mais crimes. Ele está sob custódia da Justiça Federal. A polícia não comenta o caso.

Leia também: Polícia encontra partes de ambulância usada em roubo de ouro em aeroporto

O assalto ao terminal de cargas do aeroporto de Guarulhos para roubar ouro ocorreu com o uso de carros clonados da Polícia Federal e bandidos vestidos de policiais. Até o momento, quatro suspeitos já foram detidos e seis pessoas foram indiciadas.