Tamanho do texto

Célio Dias é funcionário do aeroporto de Guarulhos e foi detido em flagrante com um carregador de fuzil e munição; outros dois suspeitos estão presos

Agência Brasil

roubo em Guarulhos arrow-options
Reprodução/TVGlobo
Quadrilha roubou 720 kg de ouro no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e não disparou um tiro

Em audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (29) no Fórum Criminal da Barra Funda, em São Paulo, a Justiça decidiu transformar a prisão em flagrante do terceiro homem preso acusado de participar do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos, em preventiva.

Leia também: Moradores da Muzema são notificados sobre demolição de prédios

Célio Dias, que teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva, é acusado de participar do roubo em Guarulhos , no qual foram levados 718,9 quilos de ouro do Aeroporto Internacional, ocorrido na última quinta-feira (25). Ele foi detido em flagrante pela Polícia Civil com um carregador de fuzil e munição.

Segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais, ele teria oferecido apoio logístico para passar a carga roubada dos carros usados no assalto para outros veículos. Ele seria funcionário do estacionamento onde teria ocorrido a troca de veículos e em que foram deixados os veículos utilizados o roubo ao aeroporto: um Hilux e um Frontier.

Outros dois suspeitos foram presos durante o fim de semana. Entre eles, está Petterson Patrício, o funcionário do aeroporto que teria sido feito de refém e obrigado a ajudar os criminosos. Segundo o advogado Ricardo Sampaio Gonçalves, que o defende, ele nega participação no roubo.

De acordo com a polícia, ao menos dez pessoas participaram do roubo em Guarulhos . O grupo chegou ao aeroporto por volta das 14h30 de quinta-feira, em dois carros disfarçados de viaturas da Polícia Federal. Fortemente armados, renderam os funcionários que faziam a manipulação da carga e os obrigaram a transferir o ouro para uma das caminhonetes. A entrada dos ladrões foi facilitada pelo supervisor de logística, que afirma ter sido rendido na noite anterior. O metal, dividido em 31 malotes, tinha como destino Nova York, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá.