Tamanho do texto

A princípio, caso foi registrado como homicídio culposo, mas cena do crime deve ser periciada e relação do casal deve ser investigada pela Polícia Civil

Thaiane foi morta pelo marido, um PM, após ser confundida com assaltante arrow-options
Prefeitura de Capela de Santana / Divulgação
PM mata mulher após confundi-la com assaltante

Uma mulher de 29 anos foi morta pelo marido, um policial militar ( PM ), com um tiro no coração na cidade de Capela de Santana, interior do Rio Grande do Sul, na madrugada desta quarta-feira (24). 

Segundo a Polícia Civil, o companheiro de Thaiane de Oliveira, que não teve identidade revelada, teria a confundido com um assaltante, pois o quadro de energia da casa estava desativado e ela estava andando com uma lanterna.

Leia também: Policial Militar grávida é baleada em tentativa de assalto

Após perceber o que tinha feito, o marido de Thaiane acionou a polícia. A arma utilizada por ele foi apreendida e ele foi encaminhado ao hospital em estado de choque. Apesar das investigações preliminares indicarem um homicídio culposo, quando não há intenção de matar, a casa será periciada e a relação do casal investigada com amigos e familiares.

O município de Capela de Santana, onde Thaiane trabalhava com agente de saúde, decretou luto oficial de três dias. “A funcionária Thaiane era uma pessoa muito querida por todos, muito educada e simpática, e deixará saudades para todos nós”, disse nota.