Tamanho do texto

Mulher foi vítima de tentativa de latrocínio, passou por cirurgia e continua internada em estado grave no Hospital Metropolitano de Ananindeua

Policial do Pará foi baleada em tentativa de assalto arrow-options
ARQUIVO PESSOAL / REPRODUÇÃO
Policial Ketlen Lima, de 23 anos, reagiu a assalto na cidade de Ananindeua

A polícia do Pará confirmou na noite do sábado (20) a morte do feto carregado pela policial militar Ketlen Lima Silva, de 23 anos, vítima de tentativa de latrocínio na cidade de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. 

Ketlen, grávida de cinco meses, foi atingida por um tiro durante tentativa de assalto em um conjunto residencial da cidade. O projétil atingiu o pulmão e o coração da soldado, que continua internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Metropolitano.

Leia também: policial militar grávida é baleada em tentativa de assalto

Os médicos consideram que a cirurgia da vítima foi satisfatória, mas o estado de saúde dela ainda é grave. O bebê não resistiu. O suspeito do crime, que além de atirar na policial, roubou a arma dela, ainda não foi encontrado.