Tamanho do texto

Prisão ocorreu durante a operação "Bloqueio" realizada no Complexo de Gericinó, em Bangu

Drogas arrow-options
Divulgação
Mulher, que alegou estar grávida, conseguiu escapar do scanner e quase entrou com drogas no presídio

Uma mulher foi presa, nesta quarta-feira (17), ao tentar entrar com drogas escondidas no meio de comida em visita a um detento na Penitenciária Gabriel Castilho, no Complexo do Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio.

Leia também: Operação contra milícia mira secretário de defesa civil e outros 32 no Rio

Segundo informações dos agentes, a mulher carregava cerca de 260 gramas de Haxixe no meio do alimento que seria levado a um preso. O material foi apreendido durante a operação "Bloqueio", realizada por inspetores penitenciários da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e que combate o tráfico de drogas em cadeias.

Ao entrar na  penitenciária , a mulher não passou pelo scanner corporal, pois apresentou um atestado de gravidez. Com isso, ela conseguiu entrar com a droga na comida, no primeiro momento. No entanto, o entorpecente no alimento foi identificado em uma segunda análise e ela foi detida.

Desde o começo da operação “Bloqueio”, 33 pessoas já foram presas. Dentre elas estão flagrantes de tentativas de arremessar drogas e celulares para dentro de unidades prisionais e outras mulheres, que também já forjaram a gravidez para não passar no scanner.

Leia também: Mais de 200 celulares são apreendidos em presídio do Rio de Janeiro