Tamanho do texto

Ao todo, 42 pessoas foram baleadas nos seis primeiros meses do ano, sendo oito feridos e 34 mortos; em 2018, número foi de oito feridos e 15 mortos

Favela Rio arrow-options
Bruno Itan/ Coletivo Alemão
Número de pessoas baleadas dentro da própria residência na região metropolitana do Rio aumentou no 1° semestre de 2019

A Região Metropolitana do Rio registrou, de janeiro a junho deste ano, aumento de 83% no número de pessoas baleadas dentro de casa por tiroteios/disparos de armas de fogo no entorno de suas moradias, comparado ao mesmo período de 2018. O levantamento foi feito pela plataforma Fogo Cruzado.

Leia também: Após 'abandono' e distanciamento, Flordelis exonera mulher de filho adotivo

O monitoramento feito pelo Fogo Cruzado apontou que os tiroteios/disparos de armas de fogo nos seis primeiros meses de 2019 totalizaram 42 baleados , sendo que 34 destes acabaram morrendo, enquanto os outros oito ficaram feridos. Já no mesmo período de 2018, foram 15 mortes registradas, com oito feridos.

Ainda segundo o levantamento , de janeiro a junho de 2019 foram mapeados 27 casos de tiroteios /disparos de armas de fogo próximos a residências na Região Metropolitana do Rio . Isso representa aumento de 59% quando comparado com o mesmo período de 2018, quando houve 17 casos.

De acordo com o site, nos seis primeiros meses deste ano também foram registrados 74 casos de balas perdidas em toda a Região Metropolitana do Rio. No total, 90 pessoas foram atingidas, sendo que 24 morreram. Na comparação com o mesmo período do ano passado, foram 84 casos de b ala perdida , que deixaram 94 pessoas atingidas e 19 mortos.

Leia também: Suzane Von Richthofen seduziu promotor e médico na cadeia, revela repórter