Tamanho do texto

Por volta das 15h00, outros cinco corpos já tinham sido encontrados; Operação já tinha achado outros 14 conjuntos de restos mortais

Nesta quarta-feira (10) uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público encontrou mais corpos em um cemitério clandestino que, segundo as autoridades, era usado por milicianos de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. 

Leia também: Cemitério judaico é profanado na França

Polícia acha mais corpos em cemitério clandestino no Rio arrow-options
Divulgação
Polícia acha mais corpos em cemitério clandestino no Rio

Por volta de 15h00, cinco corpos tinham sido encontrados no cemitério clandestino. No primeiro dia de buscas, sexta (05),  14 corpos foram achados.

Leia também: Cemitério é decorado com bandeirão para enterro de chefe do Morro do Dendê

De acordo com a investigação, o local seria usado pela milícia que atua na região. O grupo foi alvo da Operação Salvator, que na quinta (04) prendeu 50 pessoas.

Autoridades suspeitam que a quadrilha, liderada por Orlando Curicica, matou pelo menos 45 pessoas e sumiu com os corpos. Segundo a polícia , rivais ou vítimas dos milicianos de Itaboraí eram chamadas de "discos voadores", por desaparecerem sem deixar rastro.

Leia também: Milicianos tiravam selfie com vítimas antes de executá-las no Rio

Segundo o delegado Gabriel Poiava, envolvido no caso do cemitério , há relatos de expulsões, mutilações e sumiços dentro da milícia. "Um chegou a tirar o coração de uma vítima".