Tamanho do texto

Material tinha os dizeres "colégio é local de aprendizado, educação e um futuro digno para nossas crianças" e era assinado como "A firma"

Faixa
Reprodução
"Colégio é local de aprendizado, educação e um futuro digno para nossas crianças", dizia a frase

Homens do 7º BPM (São Gonçalo) entraram em confronto com criminosos, no bairro do Rocha, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, durante uma ação para retirar uma faixa do local. O material foi exposto por uma facção criminosa em frente ao Colégio Estadual Ministro José de Moura e Silva. O tiroteio aconteceu na terça-feira (18).

Leia também: Flordelis e mais três filhas teriam envolvimento na morte de pastor

De acordo com a PM do Rio , os agentes tomaram conhecimento sobre a faixa "de conteúdo intimidativo" e foram até o local. Ao entrarem no bairro, traficantes da comunidade Menino de Deus atiraram contra a equipe, o que deu início a troca de tiros.

A faixa continha os dizeres: "Proibido fumar maconha dentro ou na frente do colégio. Obs: Colégio é lugar de aprendizado, educação, futuro... Ass: Firma". A polícia do Rio informou que o material e outras faixas já foram removidas. Não houve informações sobre feridos.

Leia também: 'Playboy', baladeiro e amigo dos Bolsonaro: conheça o novo presidente do BNDES