Tamanho do texto

Segundo o Corpo de Bombeiros, chamas se iniciaram por volta das 06h02 da manhã desta sexta-feira e só foram contidas quase duas horas depois

Incêndio
Reprodução/TV Globo
Chamas atingiram área abaixo da Ponte do Jaguaré, localizada na zona norte de São Paulo

Um grande incêndio consomiu uma comunidade e diversos materiais recicláveis localizados debaixo da Ponte do Jaguaré, região oeste da cidade de São Paulo, desde o início da manhã desta sexta-feira (21).

O incêndio teve início às 06h02. Por volta das 07h50, os bombeiros conseguiram controlar o fogo e iniciaram o processo de rescaldo. Três hora depois, às 10h30, os agente confirmaram a extinção completa das chamas.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, cerca de 35 agentes, além de 12 viaturas da corporação, foram deslocados para combater as chamas no local, que fica no sentido Interlagos da Marginal Pinheiros.

Leia também: Lava Jato tirou procuradora de audiência com Lula após crítica de Moro, diz site

As causas do fogo ainda são desconhecidas, mas o grande temor era que o fogo se alastresse para uma subestação de energia que fica ao lado da ponte. Ainda de acordo com os bombeiros , a Defesa Civil e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em São Paulo  foram acionadas.

Para evitar maiores problemas, o trânsito foi interrompido para veículos e pedestres nos dois sentidos da ponte . A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) providenciou um desvio na Marginal do Rio Pinheiros no sentido de Interlagos, pista local pela rua General Vidal.



Apesar das proporções do incêndio, que ficou maior devido ao acúmulo de caixas e caixotes no local, não houve informações sobre feridos ou desaparecidos. 

Leia também: Na Marcha para Jesus, Bolsonaro diz que tenta reeleição "se o povo quiser"

Entretanto, segundo a Defesa Civil, cerca de 50 famílias, em torno de 100 pessoas, viviam sob a ponte, onde guardavam os materiais recolhidos na Ceagesp para serem reciclados, e foram afetadas pelo incêndio . Profissionais da Defesa Civil visitarão o local após o trabalho dos bombeiros para avaliar as condições de segurança e eventuais riscos.