Tamanho do texto

Ex-MDB, chefe do Executivo municipal da capital catarinense é suspeito de violar sigilo de operações policiais; PF cumpre mais seis mandados de prisão

Gean Loureiro
Wikimedia Commons
Gean Loureiro em campanha para o cargo de deputado estadual, em 2014


A Polícia Federal prendeu o prefeito de Florianópolis , Gean Loureiro (ex-MDB), na manhã desta terça-feira (18). Segundo informações divulgadas pela PF, a operação, batizada de Chabu, visa "desarticular organização que violava sigilo de operações policiais no Estado de Santa Catarina".

Leia também: Acusado de mandar matar o pai, filho de Flordelis passa mal dentro de cela

A Polícia Federal explicou, em nota, que a operação que resultou na prisão de Gean Loureiro veio em resposta à descoberta de uma rede criminosa "composta por um núcleo político, empresários, e servidores da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal" que vazava conteúdos sigilosos de investigações e até contrabandeava equipamentos de contra inteligência".

Ainda de acordo com as investigações, a prisão do prefeito faz parte dos sete mandados de prisão temporária que serão cumpridos por equipes policiais em Santa Catarina.

Leia também: Dia de folga? 'Homem-Aranha' é flagrado lavando telhado de casa nos EUA; assista

A operação "Chabu" veio na esteira da operação "Eclipse", deflagrada em agosto de 2018, pela Polícia Federal. Em nota, a PF afirma que dados apreendidos ano passado levaram a formação dessa nova operação no estado de Santa Catarina.