Tamanho do texto

Após 11 dias presa no lugar da irmã devido a erro na grafia na denúncia, Danielle Estevão Fortes foi solta no início da tarde desta terça-feira (18)

IstoÉ

IRMÃS
Reprodução/TV Globo
Daniela (esquerda) é acusada de ter realizado assalto, mas Danielle (direita) é quem foi presa

Após 11 dias presa no lugar da irmã, Danielle Estevão Fortes foi solta no início da tarde desta terça-feira (18). Ela ficou detida no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, por crimes que não cometeu, segundo informações do portal G1 . Ao sair do local e encontrar familiares, a jovem de 26 anos se emocionou.

Leia também: Homens assediam mulher, matam irmão da vítima e dançam em comemoração; assista

“Foi muito ruim, muito doloroso, as pessoas aqui estão sendo tratadas como bicho. A gente come comida estragada, arroz cru, a gente dorme com um colchão furado, rasgado, são oito presas em uma cela. O momento mais difícil é não saber onde que minha irmã está. Por que ela me deixou passar por isso sabendo que não fui eu?”, declarou Danielle ao sair da prisão ao G1 .

Segundo o portal, por confusão e um erro de grafia, Polícia Civil, Ministério Público e Justiça indiciaram, denunciaram e prenderam Danielle, acusada de assaltar duas lojas de celulares em Duque de Caxias (RJ) no ano passado. As autoridades, no entanto, procuravam Daniela Estevão Fortes, sua irmã mais nova, de 24 anos.

Leia também: Mulher morre três dias após ser internada por inalar fumaça durante protesto

A jovem trabalha em um salão de beleza. A prisão aconteceu após Danielle ir a uma delegacia prestar depoimento como testemunha no caso de um irmão assassinado, no dia 7 de junho. Daniela, a irmã mais nova, está desaparecida até o momento.

Leia também: Policial que agrediu estudante em protesto é promovido 'por merecimento'