Tamanho do texto

Agentes foram enviados no início do ano, após a onda de violência que atingiu o estado; autorização do Ministério da Justiça foi publicada hoje

força nacional
Arquivo/ Agência Brasil
Força nacional ficará no Ceará por mais 90 dias

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais 90 dias a atuação da Força Nacional de Segurança Pública no Ceará, com o objetivo de conter a criminalidade e reduzir o índice de homicídios.

Leia também: Relatório aponta violação de direitos e tortura em presídios do Ceará

Os militares vão atuar no apoio à Polícia Civil do Estado, compondo a Força Tarefa de Polícia Judiciária. A autorização está em portaria publicada na edição desta quinta-feira (6) do Diário Oficial da União. O pedido de prorrogação foi feito pelo governo do Ceará

A portaria informa que o prazo de permanência da Força Nacional poderá ser ampliado, se necessário, e mediante novo pedido do órgão apoiado. Os agentes foram enviados no início do ano em uma operação chamada "Terra da Luz",  após o início da  série de ataques criminosos no estado. 

A onda de violência começou no dia 2 de janeiro, após declarações do novo secretário de Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, nomeado pelo governador do Ceará , Camilo Santana (PT), de que o estado não reconheceria mais facções criminosas e os presos poderiam ser misturados nas mesmas alas dentro do presídio. Além disso, o novo secretário conduziu uma série de ações para comabter o crime dentro dos presídios e coordenou a apreensão de celulares, drogas e armas em celas.