Tamanho do texto

Cidade passou os últimos dois dias em estágio de crise, o mais grave na escala da prefeitura; o sentido Lagoa e a Av. Niemeyer, porém, seguem interditados

túnel acústico
Richard Santos/Prefeitura do Rio de Janeiro - 19.5.19
Adoção do estágio de atenção é necessária porque o sentido Lagoa do Túnel Acústico e a Av. Niemeyer seguem interditados

O Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, no Rio de Janeiro, foi liberado no sentido São Conrado no início da madrugada deste domingo (19). O local estava interditado desde a última sexta (17) depois que parte da estrutura desabou sobre um ônibus . Com a liberação, a cidade voltou ao estágio de atenção após passar mais de dois dias em estágio de crise.

Segundo nota do Centro de Operações da prefeitura do Rio, a adoção do estágio de atenção é necessária porque o sentido Lagoa do Túnel Acústico e a Avenida Niemeyer seguem interditados. Além disso, a umidade vinda do oceano para o continente continuará influenciando o tempo na cidade, que tem previsão de chuva fraca a moderada e temperatura máxima de 28ºC, ligeiramente mais alta em relação a sábado.

Leia também: Chuvas fortes causam alagamento e deixam 70 desabrigados em Vila Velha (ES)

O estágio de atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa que um ou mais incidentes impactam, no mínimo, uma região, provocando reflexos relevantes na mobilidade. Durante esse período, a prefeitura do Rio recomenda à população que tome as seguintes ações preventivas:

  • Permaneça ou procure um local seguro, evitando áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;
  • Todos os cidadãos devem se cadastrar no serviço de alertas da Defesa Civil via SMS. Basta enviar o CEP de casa para o nº 40199, por mensagem de texto. É gratuito;
  • Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;
  • Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199;
  • Redobre atenção ao dirigir. Em caso de chuva , as pistas ficam escorregadias e podem conter bolsões d’água. Mantenha os faróis acesos;
  • Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;
  • Evite colocar o lixo nos pontos de coleta. A água da chuva pode levar o lixo a entupir bueiros e galerias;
  • Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação;
  • Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da Prefeitura).