Tamanho do texto

Funcionários questionaram o que havia por baixo da saia. Gerente considera natural que clientes estranhassem as vestimentas de academia

Padaria da Esquina
Divulgação
Funcionários da Padaria da Esquina colocaram empresária em situação de constrangimento

A empresária Isabella Dal Maso foi constrangida por clientes e funcionários da Padaria da Esquina, localizada na Alameda Campinas, nas proximidades do Parque do Ibirapuera. Antes de ir para academia na manhã deste sábado (04), parou com o noivo para tomar café da manhã, de saia e com um shorts de treino por baixo.

Leia mais: Prazo para regularização do titulo de eleitor termina na segunda

De acordo com Dal Maso, uma funcionária a alertou que algumas pessoas estavam olhando para ela, e questionou o que havia debaixo da saia. Nessa situação de constrangimento , por instantes, a empresária chegou a pensar que suas roupas poderiam estar rasgadas. Para o gerente do estabelecimento, era natural que os clientes questionassem as vestimentas de Dal Maso.

Leia mais: Ganhou, mas não buscou! R$ 1,6 bi em prêmios de loteria nunca foram resgatados

O sócio-proprietário da Padaria da Esquina se retratou, dizendo que nada foi feito com intenção de constrangimento por parte dos funcionários. Isabella Dal Maso chamou a polícia e registrou um boletim de ocorrência por discriminação, prometendo processar o local.