Tamanho do texto

Imagem foi registrada no bairro de Maria Paula, divisa entre os municípios de Niterói e São Gonçalo; mais tarde, policiais retiraram a faixa do local

Faixa Niterói
Reprodução/Twitter
"Quem for pego roubando, vai pagar com a vida", dizia a faixa colocada pelo comando do tráfico em Niterói

Traficantes que controlam a venda de drogas no bairro de Maria Paula, divisa entre os municípios de Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana, mostraram ousadia ao estenderem na Avenida França uma faixa ameaçando quem roubasse na localidade. Com os dizeres "Proibido Qualquer tipo de roubo. Quem for pego roubando vai pagar com a vida. Respeitem os moradores! Ass. Os Crias de Maria Paula- CV", o aviso ganhou visibilidade nas redes sociais.

Leia também: Cabral relata propina mensal de R$ 150 mil para ex-procurador-geral de Justiça

A faixa foi colocada na última terça-feira (30), e retirada no mesmo dia por policiais militares do 12º BPM (Niterói) que faziam o patrulhamento na região. Segundo o comandante do batalhão, coronel Sylvio Guerra os autores da faixa estão sendo investigados. "O Serviço de Inteligência (P-2) do batalhão está investigando para identificar os responsáveis pela colocação do aviso", explicou o militar.

"Constantemente realizamos em conjunto com o batalhão de São Gonçalo (7º BPM), operações de combate a criminalidade no local. Neste momento, manteremos o patrulhamento naquela área como vem ocorrendo até agora, mas se for necessário iremos intensificar o policiamento", garante Guerra.

Guerra em São Gonçalo

São Gonçalo tem sofrido com uma guerra constante entre criminosos que, até então, eram da mesma facção. Antonácio do Rosário, o Schumaker, 35, chefe do tráfico do Jardim Catarina, em São Gonçalo, foi morto por Thomas Jhayson Vieira Gomes, o 2N, após desavenças dentro da organização criminosa.

Após matar o comparsa, ele teria mudado de facção e mudou de nome, adotando agora o 3N. Schumaker era da facção Comando Vermelho e um dos traficantes mais procurados do estado. O Disque Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 30 mil para quem desse informações que levassem à sua captura. Contra ele, havia dois mandados de prisão em aberto; por homicídio qualificado e roubo majorado (quando há uso de violência).

A quadrilha do traficante é conhecida pelo nome de Bonde do Schumaker e é acusada de tráfico de drogas, assaltos e homicídios. Em fevereiro de 2017, o traficante chegou a oferecer aos seus comparsas uma recompensa de R$ 5 mil por cada policial morto na região.

Leia também: Apreensões de droga sobem quase sete vezes nas estradas federais do Rio

No mesmo município, uma idosa morreu nesta terça-feira após ser vítima de bala perdida, na segunda-feira. Ela foi atingida durante confronto entre policiais do 7º BPM (São Gonçalo) e traficantes da comunidade da Força. Marli Pereira Tecla, de 65 anos, foi levada para o Hospital Estadual Alberto Torres, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda em São Gonçalo, na última quarta-feira, um bancário de 35 anos foi surpreendido por mais de dez disparos contra o veículo em que estava com o sogro. Parte dos tiros atingiu seus pés, onde um dos projéteis está alojado.

Em Niterói, um adolescente de 13 anos foi vítima de bala perdida, nesta quarta-feira, na comunidade Sítio de Ferro, no bairro Pendotiba, em Niterói. Thiago da Silva Duarte foi atingido por estilhaços no rosto durante um confronto entre PMs e bandidos. Os moradores da região fizeram um protesto por causa da ação colocando fogo em lixos, pneus e barricadas em uma das vias de acesso à comunidade.

Faixa Niterói
Reprodução/Twitter
Após imagem ser compartilhada nas redes sociais, policiais retiraram a faixa do local