Tamanho do texto

Cinco alunos e duas funcionárias da escola estão entre as vítimas fatais; outras pessoas ficaram feridas durante a ação e foram internadas na região

Atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP) e abriu fogo contra funcionários e alunos
Reprodução
Atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP) e abriu fogo contra funcionários e alunos

Dois atiradores abriram fogo contra funcionários e alunos da Escola Estadual Raul Brasil, que fica no bairro Jardim Imperador, em Suzano, na Grande São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cinco alunos morreram, além de duas funcionárias da escola e dos dois criminosos, que cometeram suicídio. Antes de invadir o colégio, os atiradores roubaram um carro em uma concessionária, onde mataram o dono do local.

A polícia divulgou a identidade dos atiradores. São eles Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos. Guilherme publicou uma série de fotos nas redes sociais. Nas imagens, ele estava armado e utilizando a máscara de caveira utilizada no crime. Os dois eram ex-alunos da escola. O mais novo deixou o colégio no ano passado.

Em uma coletiva de imprensa concedida às 14h30, o Governo do Estado de São Paulo também divulgou os nomes de todas as vítimas fatais.

  1. Jorge Antônio Morais (51 anos, dono de uma concessionária perto da escola)
  2. Marilena Ferreira Veira Umezo  (59 anos, professora)
  3. Eliana Regina de Oliveira Xavier (38 anos, funcionária da escola)
  4. Claiton Antônio Ribeiro (17 anos, estudante)
  5. Caio Oliveira (15 anos, estudante)
  6. Samuel Melquíades Silva de Oliveira (16 anos, estudante)
  7. Douglas Murilo Celestino (16 anos, estudante)
  8. Kaio Lucas da Costa Limeira (15 anos, estudante)

Na mesma entrevista, o número de feridos internados foi atualizado para nove. Todos estão internados em hospitais da região. Duas vítimas estão em estado grave.

  1. Leticia de Melo Nunes
  2. Samuel Silva Felix
  3. Beatriz Gonçalves (15 anos)
  4. Anderson Carrilho de Brito (15 anos)
  5. Murilo Gomes Louro Benite
  6. Jennifer Silva Cavalcanti
  7. Leonardo Martinez Santos
  8. Adna Bezerra (16 anos)
  9. Guilherme Ramos (14 anos)
  10. José Vitor Ramos Lemos
  11. Leonardo Vinícius Santa Rosa (20 anos)

Às 17h21, a Secretaria Estadual de Saúde informou que dois pacientes estão internados no Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Uma passou por cirurgia e está em estado grave, porém estável. A segunda teve fratura no tornozelo e permanecerá internada também para ser submetida a procedimento cirúrgico.

Outras cinco vítimas foram recebidas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Três delas estão estáveis, enquanto outros dois deram entrada em estado grave – sendo que um deles veio a óbito.

Outro paciente está sendo assistido pela equipe médica do Hospital Geral de Itaquaquecetuba (Santa Marcelina) e seu quadro clínico é estável.

Leia também: Tiroteio em escola deixa dois alunos mortos e ao menos quatro feridos em Goiânia

Antes de chegarem ao colégio, os dois atiradores roubaram um carro em uma concessionária. Na ação, eles atiraram e mataram Jorge Antônio Morais, que é tio de Guilherme. 

A polícia encontrou dentro da escola uma mala com fios, e o esquadrão antibombas foi chamado e determinou que não havia explosivos na mochila.

Além disso, os agentes acharam um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. O revólver calibre 38, que foi utilizado pelos assassinos, também foi encontrado. Também foram usados na ação um machado e uma besta.

"Dois indivíduos encapuzados invadiram a escola e abriram fogo contra os alunos. Depois, eles acabaram se matando", disse a capitão Cibele, da comunicação da Polícia Militar de São Paulo.

Atiradores cometeram suicídio após abrirem fogo em escola de Suzano
Reprodução
Atiradores cometeram suicídio após abrirem fogo em escola de Suzano

Antes do início dos disparos, a PM foi acionada para atender uma outra ocorrência com arma de fogo próxima ao local. Quando se aproximavam do endereço do chamado, os políciais se depararam com o tiroteio na escola. "Ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando", informou a capitão.

De acordo com Censo Escolar de 2017, a Escola Estadual Raul Brasil possui 1501 alunos entre os ensinos fundamental II e médio. O local também abriga um centro de ensino de línguas estrangeiras.

Leia também: Diário do atirador de Campinas menciona outros massacres e relata perseguição

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança flagrou os criminosos estacionando um carro em frente à escola e entrando calmamente pelo portão, que estava escancarado. Poucos segundos após a entrada dos atiradores, é possível ver alunos saindo do local correndo.

Peritos já estão na escola para descobrir os detalhes da ação dos atiradores . De acordo com a Prefeitura de Suzano, a Associação Cultural Suzanense Bunkyo, localizada na avenida Armando Salles de Oliveira, 444, no centro, será o ponto de acolhida para familiares, onde eles poderão aguardar por mais informações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.