Tamanho do texto

Desde 2013, dezenas de ocorrências foram registradas em linhas administradas pela SuperVia no Rio; concessionária será investigada

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, disse que acidente no Rio foi lamentável; ele garantiu o caso não se repetirá
Fernando Frazão/Agência Brasil
Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, disse que acidente no Rio foi lamentável; ele garantiu o caso não se repetirá

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), lamentou na manhã desta quarta-feira (27) o acidente que chamou de "lamentável" envolvendo dois trens na zona norte da capital fluminense, que deixou pelo menos nove feridos . Ainda segundo o governador, a Secretaria Estadual de Transportes vai investigar o caso e apurar a responsabilidade da concessionária que opera o sistema, a SuperVia, sobre o episódio.

"É um acidente lamentável. O que aparentemente demonstra que houve um grave erro da empresa. A empresa será devidamente investigada, e as providências serão tomadas, multas aplicadas e tudo o mais que for necessário. Não pode acontecer de novo e não vai acontecer novamente", disse Wilson Witzel .

Em nota, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Rio de Janeiro (Agetransp) informou que abriu um boletim de ocorrência e enviou equipes técnicas ao local.

Desde janeiro de 2013, dezenas de ocorrências foram registradas em linhas administradas pela concessionária SuperVia no Rio de Janeiro , entre colisões, descarrilamentos, panes, passageiros que caíram dos trens e até tiroteios.

Leia também: Após acidente no Rio, circulação de trens no ramal de Japeri foi prejudicada, em 2015

Em janeiro de 2014, quando um trem descarrilou na altura da estação São Cristóvão. Na ocasião, ninguém se feriu, mas dias antes um homem havia morrido após cair no vão entre o trem e a plataforma, na estação Praça Bandeira, no ramal Deodoro. O acidente de hoje também aconteceu no mesmo ramal, na estação São Cristóvão

O acidente deixou nove pessoas feridas. Sete vítimas foram encaminhadas com ferimentos leves para o Hospital Municipal Souza Aguiar, e outra foi para o Hospital Salgado Filho. O maquinista ficou preso às ferragens e, há seis horas, bombeiros trabalham no seu resgate.

Segundo a SuperVia , um trem com passageiros que seguia da Estação Central para Deodoro chocou-se contra a traseira de um trem que estava sem passageiros na estação São Cristóvão. O acidente afetou o fluxo dos trens no ramal Deodoro. 

Leia também: 'Foi o maior porradão', diz vítima da acidente entre trens da SuperVia

"Equipes técnicas foram enviadas à estação para fazer o levantando de local do acidente. Além das causas da colisão, também será objeto de análise pela agência reguladora a adequação do atendimento prestado aos usuários pela concessionária SuperVia e dos procedimentos adotados para o restabelecimento da normalidade na operação comercial dos trens. A concessionária poderá ser multada", disse Wilson Witzel .

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas