Tamanho do texto

Tempestade caiu no meio da tarde desta sexta-feira e alagou vias importantes; arquibancada das Laranjeiras ficou parcialmente destruída

Parte do estádio das Laranjeiras foi destruída pela chuva
Divulgação
Parte do estádio das Laranjeiras foi destruída pela chuva

Depois de vários dias de forte calor com a temperatura ficando em torno de 39º Celsius (ºC), começou a chover forte na tarde desta sexta-feira no município do Rio de Janeiro. Por volta das 16h30, o céu ficou encoberto e anoiteceu mais cedo. Devido à chuva que passou de moderada a forte em vários bairros da cidade, a prefeitura informou que o município entrou em estágio de atenção às 16h55, por causa dos núcleos de chuva formados com a atuação de áreas de instabilidade em altos níveis da atmosfera.

Leia também: Barragens da Vale se rompe em Brumadinho; 200 pessoas estão desaparecidas

Com a possibilidade de deslizamentos, a Defesa Civil acionou as sirenes na Ladeira dos Tabajaras, nos morros do Chapéu Mangueira e da Babilônia, nos bairros de Copacabana e Leme. Os moradores estão sendo orientados a se deslocar para os pontos de apoio por conta da chuva .

Na zona norte da cidade, houve registro de chuva muito forte na Piedade e forte em bairros como Penha, Méier e São Cristóvão, além do centro da cidade. Na zona sul, a chuva foi moderada em Laranjeiras. A previsão para as próximas horas ainda é de chuva moderada a forte, principalmente em bairros da zona norte e no centro da cidade.

O estágio de atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas.

Neste momento, chove muito forte em Laranjeiras , na zona sul. Na Rua Pinheiro Machado, há vários galhos de árvore caídos na pista em direção a Botafogo. Na pista em direção ao Túnel Santa Bárbara, há bolsões d’água, e o trânsito está engarrafado. Os motoristas estão praticamente parados na pista e trafegando com visibilidade reduzida. Muitos raios também atingem a zona sul. No bairro do Catete, a Rua Silveira Martins está alagada. Vários carros enguiçaram no trecho. O comércio do bairro foi obrigado a fechar as portas mais cedo, devido à invasão das lojas pela água.

Leia também: Tragédia de Mariana faz três anos, mas julgamento está longe de ser concluído

A prefeitura recomenda que a população permaneça ou procure um local seguro, evitando áreas sujeitas a alagamentos e deslizamentos de terra, principalmente junto a encostas. Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros, lembra a prefeitura, pois o acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199. Se necessário, podem ser feitas chamadas para os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da prefeitura).

A concessionária SuperVia informa que um raio atingiu cabos da rede elétrica próximo à Estação Ramos, afetando o fornecimento de energia em uma das linhas do Ramal Saracuruna. Por causa disso, os trens deste ramal circulam por apenas uma linha no trecho entre Manguinhos e Duque de Caxias.  Segundo a concessionária, técnicos já estão trabalhando para normalizar a circulação o mais rápido possível após a chuva . Os passageiros estão sendo informados pelo sistema de áudio dos trens e estações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.