Tamanho do texto

Voo que faria ponte Rio-SP pousou momentos após decolagem, nesta manhã; segundo companhia aérea, passageiros foram realocados em outra aeronave

Passageiros de um voo que faria o trajeto entre Rio e São Paulo levaram grande susto na manhã desta quinta-feira (15). O avião da companhia aérea Gol precisou fazer pouso inesperado no Aeroporto Internacional Tom Jobim (o Galeão) momentos após ter decolado do Aeroporto Santos Dumont.

Leia também: Tarifas de embarque de aeroportos da Infraero ficam 5,39% mais caras

Vídeo divulgado nas redes sociais por um dos passageiros da aeronave mostra a razão da mudança de planos: ainda em baixa atitude, uma das turbinas do avião começou a produzir clarões, bem próximo à asa direita da aeronave.

Em nota (veja íntegra ao fim do texto), a  Gol informou que o incidente decorreu de uma "limitação técnica em um dos motores" da aeronave. A companhia aérea disse ainda que todos os passageiros do voo G3 1025 foram realocados em outro avião e já desembarcaram no aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista.

O incidente desta manhã no Rio de Janeiro ocorre cerca de um mês após outro episódio que causou apreensão no sistema aéreo brasileiro. No dia 20 do mês passado, o Aeroporto de Confins, o maior terminal de Minas Gerais,  ficou mais de dez horas fechado devido a um pouso de emergência de voo da companhia Latam.

Mais de 120 voos atrasaram ou foram cancelados devido àquela ocorrência, que se deu após o piloto forçar pouso no aeroporto devido a uma pane elétrica. A interdição da pista, que não é projetada para receber aeronaves tão grandes como aquele Boeing 777, foi motivada por danos nos pneus do avião durante a aterrissagem.

Leia também: Fogo em museu e quedas de viadutos trouxeram à tona ineficácia do poder público

Confira íntegra da nota da Gol sobre incidente com avião nesta manhã:

"A GOL informa que após a decolagem do voo G3 1025 (Santos Dumont – Congonhas), foi identificada pela tripulação uma limitação técnica em um dos motores, sendo necessário realizar um pouso alternado no aeroporto internacional do Rio de Janeiro. Logo após o desembarque dos passageiros, a aeronave foi encaminhada para avaliação da equipe de manutenção. Os Clientes foram reacomodados nos próximos voos e já desembarcaram no destino final. A companhia reitera que preza pelos mais altos padrões de segurança, valor número um da GOL."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas